É impressionante como o ser humano tem um comportamento de grupo… Quando estamos em meio a um grupo de pessoas que estão todos fazendo uma certa coisa, temos uma tendência fortíssima a fazer o mesmo também, meio que por instinto… Tava lendo o blog da querida Kelly, nossa, quanta coisa bonita! E essa leitura reacendeu em mim um desejo que estava latente havia algum tempo, um desejo grande de escrever um monte de coisas… Às vezes até abria o blogger, tava ali com a faca e o queijo, mas desistia na última hora… Pensava: “Agora não estou no clima pra escrever”, blá blá blá… Mas agora acho que não vou conseguir resistir não. E ainda não sei muito bem sobre o que quero escrever. Aliás, até sei. Sei que quero falar do Paulinho da Viola.

Ultimamente, tenho me deixado encantar bastante pela música dele. Em especial por duas delas, que vou colocar aqui mais cedo ou mais tarde. A profundidade das letras, o ritmo contagiante do samba, a alegria enraizada na voz dele, tanta coisa! Teve um dia que passei todo ouvindo a discografia dele, coisa fina mesmo! Bom, vou encerrar então com a letra de uma das que eu tô “namorando”… Linda, linda mesmo… Acho que nem preciso comentar muito, né? =)

Ame (Paulinho da Viola e Elton Medeiros)

Ame
Seja como for
Sem medo de sofrer
Pintou desilusão
Não tenha medo não
O tempo poderá lhe dizer
Que tudo
Traz alguma dor
E o bem de revelar
Que tal felicidade
Sempre tão fugaz
A gente tem que conquistar

Por que se negar?
Com tanto querer?
Por que não se dar
Por quê?
Por que recusar
A luz em você
Deixar pra depois
Chorar… pra quê?