“O amor não é algo que possa ser possuído… é um estado de festa, e ninguém faz festa sozinho, ninguém faz um bolo para festejar consigo mesmo… festa se faz com um monte de gente, alegre, celebrando algo em comum… assim é o amor…”

(Dona Marly, uma velhinha fofíssima de 75 anos, que
encontrei um dia desses pelos caminhos da vida)